Ultimas Notícias

Água no joelho - Derrame articular

Foto: Globo Esporte*
As lesões são comuns no mundo do esporte, ossos, músculos, tendões, articulações, etc., sofrem com o desgaste com os mais variados tipos de esforços e muitas vezes com o pouco fortalecimento. Algumas dessas lesões são tão recorrentes, que acabam “ganhando apelidos”, como é o caso do derrame articular.

Popularmente conhecida como água no joelho, o derrame articular é uma lesão que pode ocorrer em qualquer articulação do corpo, como tornozelo ou ombro, por exemplo, mas que ocorre com maior frequência na articulação do joelho.

O derrame articular acontece principalmente devido ao uso excessivo da articulação do joelho e os seus principais sintomas são o inchaço no joelho e dificuldade e desconforto para dobrá-lo, isso pode acontecer logo após a corrida ou até mesmo dias depois, dependendo do grau da lesão.

Normalmente o inchaço depende diretamente da presença dentro da cavidade articular de uma coleção líquida, que pode ser de líquido sinovial, sangue ou pus. O seu aparecimento pode acontecer de modo muito rápido (uma a duas horas após a prática esportiva), rápido (até seis horas) ou lento (dois ou mais dias). Dependendo de uma quantidade menor ou maior da colecção líquida intra-articular, o joelho apresenta a tumefação com menor ou maior tensão, condicionando-o, por isso, a uma perda menor ou maior da mobilidade”¹.

O derrame articular pode ainda estar associado a outras lesões como “artrites, artroses, lúpus eritematoso sistêmico e neuroartropatia crônica, sendo que nesses casos o derrame articular está acompanhado de outros sinais e sintomas e pode afetar mais de uma articulação”².

O tratamento geralmente é feito com muito repouso, crioterapia, massagem, anti-inflamatório, antibióticos, fisioterapia e em casos mais graves, é necessário até mesmo uma aspiração do líquido. Por isso, nos primeiros sintomas procure um especialista (ortopedista ou reumatologista) para diagnóstico correto e tratamento eficaz.

E como sempre, o uso de tênis adequado, acompanhamento profissional para realizar as atividades nas intensidades e progressões corretas, além de fortalecimento muscular, são algumas das medidas preventivas que podem ajudar a minimizar a incidência, não só dessa, mas de muitas lesões.


_______________________
Referências:

_______________________
Escrito por: Thiago Lima

Nenhum comentário