Ultimas Notícias

BURSITE TROCANTÉRICA - Causa comum de dor na região do quadril

Apesar de ser mais frequente em esportistas pode acometer qualquer pessoa. É mais comum em corredores e mulheres entre 35 e 50 anos.
Cursa com quadro de dor na região lateral do quadril, podendo apresentar certa irradiação.


Ocorre devido a inflamação na bursa que se encontra entre os músculos glúteo médio, tensor da fáscia lata e uma proeminência óssea do fêmur chamada Trocânter maior.

A bursa é uma espécie de bolsa contendo líquido viscoso e serve para diminuir o atrito entre as estruturas citadas. Funciona como uma espécie de amortecedor entre as estruturas.


Algumas vezes por desbalanço/encurtamento muscular associado a sobrecarga ocorre inflamação da bursa, levando ao quadro de dor.

Esse quadro pode ser exacerbado por uma tendinopatia insercional do tendão do glúteo médio.
O diagnóstico começa com anamnese e exame físico bem feitos, complementado por ultrassom ou ressonância. O raio x pode ser realizado caso se suspeite de outras patologias, para se descartar diagnósticos diferenciais.


O tratamento inicial é não cirúrgico, sendo realizado repouso relativo, uso de analgésicos e anti inflamatórios e reabilitação com fisioterapia.
Podem ser usadas medidas analgésicos como ultrassom e TENS, sendo também necessário alongamento muscular, fortalecimento de rotadores e estabilizadores do quadril e ganho de força muscular.


Infiltração da bursa com corticóide pode ser realizada e tem papel importante no controle do quadro. Raramente há indicação de abordagem cirúrgica.

Após o controle do quadro o retorno às atividades deve ser progressivo e sob supervisão.

Dr como evitar?
A melhor maneira é manter a musculatura da coxa e do quadril sempre fortalecidas e alongadas e sempre respeitar sua carga de treinos e os períodos de descanso.
__________

Nenhum comentário