Ultimas Notícias

Impactos da Corrida Virtual em tempos de quarentena


O mercado de corridas de rua no país teve uma parada depois do inicio da quarentena devido à pandemia global do Coronavirus, mercado que estava muito aquecido e tudo indica que crescerá ainda mais com o fim da quarentena. Além da atividade propriamente dita, essa evolução no cenário das corridas de rua, trouxe ao mundo de possibilidades e oportunidades de negócios.

Com intuito de prevenir à população a exposição ao vírus, foi decretado pelo governo estado de calamidade publica em todo território nacional, com isso a interrupção de diversos seguimentos, fechamento de serviços não essenciais como; comercio, teatros, academias e as corridas de rua não foram exceção, os organizadores tiveram que adiar e até cancelar grandes eventos.

Com todo esse cenário, os organizadores têm apostado nas corridas virtuais como forma de não parar a pratica da corrida e ainda gerar receitas nesse período de recesso econômico.

Apesar das provas virtuais serem mais recorrentes nos Estados Unidos, a idéia tem ganhado força em outros países. No Brasil esse tipo de mercado ainda e visto com muitos receios por se tratar de novidade. Uma das principais empresas nesse ramo é a 99.RUN, que  vem apostando nesse formato de corrida.

Não vamos entrar na discussão de praticar ou não as corridas em época de pandemia. sabemos que muitos corredores utilizam a corrida como terapias e correm sozinhos e em locais ermos, em contrapartida existe pessoas que preferem dar um tempo nos treinos enquanto durar a quarentena.

Muitos sentem falta de acordar cedo, colocar o tênis, sair de casa e participar de uma prova de corrida de rua. As corridas virtuais buscam trazem isso aos atletas, mas estando em qualquer lugar do mundo, sem local fixo de partida e chegada. Essa é a proposta da corrida virtual, que tem crescido a quantidade de eventos e participantes ao redor do mundo, e em solo tupiniquim não tem sido diferente.

Você deve estar se perguntando como será que funciona? Qual será a sistemática?

É muito simples!!!!

Basta que o atleta se inscreva no site e corra uma das distâncias descritas e depois de concluir a corrida proposta notificar a organização do evento, comprovando o tempo e distância percorrida. Alguns organizadores estão utilizando aplicativos de corrida (Nike+, Strava, RunKeeper, Runtastic, etc.) ou relógios GPS (Garmim, Polar, Tomtom, etc.), outros confiam apenas na palavra do atleta, depois da confirmação será enviada a medalha.

Na Região Metropolitana de Campinas algumas empresas e assessorias começaram a utilizar essa modalidade de corrida para aproximar seus alunos e ainda gerar alguma renda.

O proprietário e professor da F2 Assessoria Esportiva, Bruno Faria, disse que; “a intenção é realmente aproximar os professores dos alunos, dando a possibilidade de não abrir mão das provas, estar incentivando a galera fazer qualquer distância (3, 5, 10, 21 e 42 km), claro que cada um vai escolher a sua distância, entre caminhada ou corrida, é algo que faça as pessoas estar movimentando nesse período de quarentena, estão dando a possibilidade das pessoas fazerem algo diferente, uma prova virtual com direito a kit e medalha."

A empresa campineira de venda de inscrições, cronometragem e divulgação de eventos, a Nexrace em busca de gerar receitas, lançou recentemente um Circuito Virtual de Corridas, a One Run que será realizada em 6 etapas. - relatou Alexandre Teodoro, proprietario da Nexrace

Já a Chelso Sports & Business, da cidade de Piracicaba, em parceria com a 99.RUN, lançou recentemente diversas corridas e desafios, como o Desafio Solo Candy Run, Desafio F2, Big Five Run, dentre outras disponíveis no site da organizadora.

Diante de todo esse cenário de saúde e economia, a corrida virtual esta crescendo de forma significativa e caindo nas graças dos corredores, tornando assim uma forma das organizadoras manterem suas receitas e dos atletas participarem de corridas gerenciadas por grandes empresas e por fim colecionar lindas medalhas.

Não fique parado procure uma corrida virtual e borá correr!!!!!
____________________
Escrito por Carlos Bertolassi, Licenciado em Educação Física e corredor amador.
____________________
Referências

Nenhum comentário